Prêmio de Desenvolvimento Regional será apresentado em Cuiabá (MT)
 
12/5/2010
 

Brasília - O Ministério da Integração Nacional apresentará na sexta-feira (14/05), em Cuiabá (MT), o I Prêmio Nacional de Desenvolvimento Regional. A solenidade acontecerá às 9 horas, no auditório da Pós-Graduação de Administração e Ciências Contábeis (FAeCC) da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), na Avenida Corrêa da Costa, 2.367, Bairro Boa Esperança.

A apresentação será feita pelo diretor do Departamento de Planejamento de Desenvolvimento Regional da Secretaria de Políticas de Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração Nacional, Paulo Pitanga, para convidados e representantes de institutos de pesquisas, empresas e Universidades.

O prêmio conta com a parceria do Banco do Nordeste, Banco do Brasil, Banco da Amazônia, Sebrae, Fundação de Tecnologia do Acre, Rede Accor e Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA).

Os objetivos do prêmio são estimular o conhecimento acadêmico sobre o tema, incentivar as boas práticas territoriais, instigar novos projetos de desenvolvimento regional e gerar uma ampla visibilidade, para a sociedade em geral, sobre as ações e conceitos da Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR).

A primeira edição do prêmio é uma homenagem ao economista Celso Furtado pela sua contribuição ao estudo dos problemas de desenvolvimento econômico e regional no Brasil e comemora os 50 anos do lançamento de seu clássico "Formação Econômica do Brasil", livro que aborda o processo histórico de formação da economia brasileira traduzido para vários idiomas.

As inscrições estão abertas até o dia 30 de julho no endereço eletrônico:www.mi.gov.br/premio

Prêmio - Serão premiadas três categorias: Produção do Conhecimento Acadêmico; Práticas Exitosas de Produção e Gestão Institucional; e Projetos Inovadores para Implantação no Território. Em cada categoria, o vencedor receberá R$ 46,5 mil e o segundo colocado a quantia de R$ 23,25 mil.

Na categoria produção do conhecimento acadêmico serão avaliadas teses e dissertações de mestrado e doutorado na área de desenvolvimento regional. Em Práticas Exitosas de Produção e Gestão Institucional, os relatos de experiências em andamento, com resultados positivos concretos, implementadas por instituições públicas, privadas ou da sociedade civil, capazes de gerar mudanças estruturais e transformações do território onde está instalado e de seu entorno.

Já em Projetos Inovadores para Implantação no Território, o prêmio focará propostas de atuação com base territorial, que visam o desenvolvimento social, econômico, cultural ou ambiental e que tenham comprovado o potencial de transformação da realidade socioeconômica em escala sub-regional ou macrorregional por meio da dinamização econômica e inclusão produtiva.

Os projetos, trabalhos e ações que concorrem ao prêmio serão avaliados por uma comissão julgadora formada por especialistas brasileiros oriundos da academia, do terceiro setor, do governo federal e da iniciativa privada.

 

 

Outras notícias